Redação e Coberturas (94) 99165-0939
PUBLICIDADE
Notícias e informações de Canaã dos Carajás

Uma em cada 10 pessoas que soltam fogos de São João sofrem acidentes, dizem Bombeiros do PA

Veja dicas sobre como soltar fogos de forma segura e acompanhe a orientação dos médicos sobre o que fazer em caso de acidente

14 de junho de 2017
O barulho dos fogos faz parte dos sons típicos de São João – porém, ao contrário da música das quadrilhas, o estrondo das pistolas é controverso: segundo dados divulgados pelo Corpo de Bombeiros, de cada 10 pessoas que soltam fogos, uma sofre algum tipo de acidente.
Foi o que ocorreu com o advogado Renan Figueiredo que, 24 anos após um acidente, ainda se lembra de quando um foguete estourou em sua mão, causando queimaduras. “Sempre recomendo às crianças para não soltarem fogos, e aos adultos para manterem a distância de seus corpos. Se não fosse o pai do meu amigo, que na época me socorreu a tempo, a queimadura poderia ter sido grave”, relembra Renan.
Além das crianças, especialistas alertam para o perigo da combinação de fogos e bebidas alcóolicas. “Não temos dados específicos sobre vítimas de fogos juninos, mas elas aumentam nessa época do ano. A maioria é formada por homens, que normalmente estão sob o efeito de álcool , disse Milvio Neto, coordenador do Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Metropolitano.
Cuidados para evitar acidentes
A prevenção começa desde o momento da compra dos fogos e pistolas. Por conta disso, os bombeiros vistoriam desde o mês de maio as lojas que comercializam os fogos.
“Todo local precisa estar com a liberação do Corpo de Bombeiros em dia, assim como a certificação do Exército Brasileiro. Verificamos se as saídas de emergência estão bem localizadas, as formas de armazenamento dos fogos, que precisam estar longe do chão, em prateleiras de no máximo 2 metros. Os corredores precisam ter pelo menos um metro de largura para facilitar a retirada do material sem causar nenhum dano”, disse o capitão Raimundo Nonato Moura.
Com os fogos comprados em local adequado, os bombeiros recomendam a leitura atenda das instruções, e jamais soltar o rojão com as mãos: a dica e usar o suporte que vem na embalagem, fixand o o rojão na base com firmeza para evitar acidentes. Crianças não devem soltar rojões de qualquer tipo.
O que fazer em caso de queimadura
Mesmo seguindo todas as recomendações, é preciso ficar atento para saber o que fazer caso alguma coisa dê errado. A orientação dos médicos é que a vítima de queimadura por fogos de artifício ligue para o 190 solicitando resgate imediato. Para aliviar a dor, o paciente pode mergulhar a parte queimada em água corrente. É muito importante não usar outros produtos ou receitas caseiras, como aplicação de pasta de dente, que podem piorar o ferimento.
“Algumas dessas substâncias podem aprofundar as lesões e atrapalham o diagnóstico inicial. A pasta tem a sensação de refrescância, mas acaba mascarando a sensação de dor, e possui produtos químicos que podem piorar a lesão. Esses produtos caseiros, como pasta dental, café ou manteiga, têm que ser evitados”, esclarece Milvio.

Fonte: G1 PA